© 2018  |  ÂNIMA CORRETORA DE BENEFÍCIOS

Recursos Humanos e a diversidade

Cada empresa possui em sua cultura os valores organizacionais que guiam como são as relações internas e os comportamentos esperados. Os valores na maioria das vezes são diferentes para cada empresa, uma vez que estão em sintonia com o propósito do negócio, porém, todas as empresas os possuem. Algo que é igual para qualquer empresa é a diversidade de pessoas que colaboram para a mesma.

Acredito que uma qualidade das empresas e equipes de sucesso é a diversidade. É o diverso que equilibra as relações e decisões.

Não gosto da palavra óbvio, mas é óbvio que somos todos diferentes. Homem, mulher, alto, baixo, branco, amarelo, pardo, negra, jovem, idoso, louro, morena, nariz obliquo, olhos verdes, olhos castanhos, homossexual, heterossexual, gordo, magra. Há uma imensidão de adjetivos que revelam o quão diversos somos. E não para por aí! A forma como pensamos e as nossas crenças também são diversas.

Ao mesmo tempo em que a diversidade humana é clara, o ser humano ainda busca assemelhar-se como grupos ou indivíduos, refutando uma realidade indiscutível e gerando discriminação e preconceitos.

Qual a responsabilidade e atitude da área de Recursos Humanos neste contexto?

Parece-me que o primeiro passo é o RH entender seu propósito e missão como área. Se a área possui esforços para ser estratégica, possivelmente buscará um equilíbrio entre o desempenho das pessoas e da companhia, assim como desenvolver e manter um ambiente interno saudável. Se esta atitude já faz parte das ações e comportamentos do RH, o segundo passo seria entender quem são as pessoas que trabalham na empresa e suas idiossincrasias.

Se o RH e a empresa buscam um ambiente saudável e de igualdade de oportunidades e conhecem seus colaboradores, possivelmente significará que entendem o que é diversidade e a importância de manter o foco nas pessoas.

Foco nas pessoas não significa segmentar em grupos. É realmente entender e atuar com a obviedade de que somos diferentes e com necessidades e motivações diversas. Claramente não conseguiremos desenvolver projetos que agradem a 100% das pessoas e suas necessidades, mas há, em meu ponto de vista, uma atitude diária que é chave e comum a todos: o respeito.

Desenvolver e conscientizar a liderança e os funcionários dos benefícios e simplicidade do comportamento respeitoso é um grande avanço e essencial para a área de Recursos Humanos, uma vez que o respeito mútuo é base das relações interpessoais e para uma saudável convivência.

Ao mesmo tempo, se esta questão é uma realidade, deveríamos agir de forma natural a esta diversidade e colocar menos foco em discutir o tema. Se ainda o fazemos é porque não faz parte do cotidiano da maioria das pessoas.

Na Staples, acreditamos e confiamos que todos são capazes e, aqui, a diversidade de personalidades é respeitada e incentivada. Nosso slogan, Seu Jeito no Trabalho, representa e dá o tom da diversidade interna que temos e queremos.

Fonte: Alexandre Fleury é homem, branco, moreno, casado, baixo, homossexual, olhos castanhos, feliz, diverso e head of HR Latam na Staples