Buscar
  • B+

Varíola dos macacos: O que é, sintomas, transmissão, diagnóstico e tratamento


(Imagem: Reprodução)


A varíola dos macacos é uma doença rara causada por um vírus do gênero Orthopoxvirus, e é transmitida pelo vírus monkeypox. É considerada uma zoonose viral, o vírus é transmitido aos seres humanos a partir de animais, principalmente por roedores e tem sintomas muito semelhantes aos observados em pacientes com varíola.


A varíola dos macacos pode ser transmitida de pessoa para pessoa, ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados.


Os primeiros casos de varíola dos macacos, ou varíola símia, foram identificados em 1958 em um grupo de macacos, o que deu origem ao nome da doença, mas o primeiro caso em pessoas foi identificado em 1970.


Ao sentir os sinais e sintomas indicativos de varíola dos macacos vá ao hospital para confirmar o diagnóstico, prevenir a transmissão para outras pessoas e iniciar o tratamento.



Sintomas

  • Bolhas e feridas na pele, que coçam e doem;

  • Febre;

  • Calafrios;

  • Dor de cabeça;

  • Dor muscular;

  • Cansaço excessivo,

  • Dor nas costas.


Os sintomas costumam surgir cerca de 5 a 21 dias após o contato com o vírus, e duram entre 14 a 21 dias. As bolhas costumam surgir primeiro no rosto e mucosa oral, espalhando-se depois para o resto do corpo e atingindo principalmente as extremidades, como a palma das mãos. Em alguns casos, pode também surgir bolhas e feridas na região genital.



Como acontece a transmissão


A varíola dos macacos pode ser transmitida de pessoa para pessoa por meio do contato com secreções respiratórias que são liberadas ao tossir ou falar por exemplo, mas para que o vírus consiga ser transmitido dessa forma, é preciso que as pessoas estejam muito próximas durante muito tempo.



Diagnóstico


O diagnóstico da varíola dos macacos pode ser feito pelo infectologista ou clínico geral por meio da avaliação do histórico de saúde e sintomas apresentados.


Normalmente para confirmar a doença é realizada a coleta da secreção da ferida por meio do teste de PCR, que é analisada em laboratório.


Transmissão


Não é necessário realizar tratamento específico para a varíola dos macacos, já que os sintomas da doença costumam desaparecer após algumas semanas. Mas em alguns casos, o médico pode indicar o uso de medicamentos para aliviar os sintomas.


É importante que na presença de sinais e sintomas da varíola dos macacos, a pessoa vá ao hospital para que seja monitorada e para prevenir a transmissão da infecção, apesar de ser raro.


Existem alguns medicamentos que foram aprovados para o tratamento da varíola "comum", como o Tecovirimat e o Brincidofovir e que poderiam ser usados em caso de varíola dos macacos. Como esses medicamentos não foram testados em pessoas doentes, o seu uso é apenas indicado quando existem vários casos, servindo para prevenir e controlar a disseminação da doença.


Fonte: Tua Saude/BMVS